sábado, 18 de fevereiro de 2012

Bom dia !!!

Restos do Carnaval

( Clarice Lispector )



Não, não deste último carnaval.


 Mas não sei por que este me transportou para a minha infância
e para as quartas-feiras de cinzas nas ruas mortas onde 
esvoaçavam despojos de serpentina e confete.


 Uma ou outra beata com um véu cobrindo a cabeça
ia à igreja, atravessando a rua tão extremamente
vazia que se segue ao carnaval.
 Até que viesse o outro ano.


 E quando a festa já ia se aproximando, como explicar
 a agitação que me tomava?


 Como se enfim o mundo se abrisse de botão que
 era em grande rosa escarlate.


 Como se as ruas e praças do Recife enfim explicassem
 para que tinham sido feitas.


 Como se vozes humanas enfim cantassem a capacidade
 de prazer que era secreta em mim.


Carnaval era meu, meu.




3 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo post!!! Ótimo carnaval!beijos,chica

Aaliyahrj disse...

Sou super fã da Clarice (nos conhecemos há muito tempo, por isso a intimidade rsrsrs)!
Essas imagens deixaram o texto muito mais bonito!
Bjos

Brechique da Dodoca disse...

Lindo! Nem precisa mais de palavras. dizer o quê?
Bjssssssssssssss, quérida!